Falar com segurança: como fazer uma apresentação realmente boa e em menos de 10 minutos ser considerado uma autoridade.

Carta escrita por Paulo Vinnicius para você que deseja realmente perder o medo de falar em público, participar de Reuniões com mais Autoconfiança ou até se tornar um Palestrante Profissional.
 
Caro leitor, 

Falar em público é considerado uma das coisas mais difíceis que existe. Segundo diversas pesquisas, é também o principal medo das pessoas no mundo. Está acima até mesmo da morte. E eu não vejo nenhum motivo pra isso. Vou te explicar porque. 

Nos meus últimos 12 anos Palestrando eu descobri que o medo das pessoas não está exatamente em falar , mas em se expor e no julgamento do interlocutor a sua frente.

Eu não sei como foi na sua infância na escola mas o meu passado me condena, e não é pouco. Foram praticamente todas as séries ficando de recuperação e em alguns casos (não sei se tinha isso na sua escola) recuperação da recuperação.


Raramente eu ficava de férias no final do ano e sempre voltava para a escola depois do ano novo para fazer provas de recuperação. Era complicado.

No “Segundo ano” como falava-se antigamente, eu reprovei em 3 matérias. Foi traumático. Mas eu descobri que existia uma tal de “dependência”, ou seja, eu podia fazer duas séries ao mesmo tempo.

Se eu não conseguia passar em uma só, imagine em duas. Mas como eu acredito em milagres, eu consegui passar. Aos trancos e barrancos eu consegui terminar o ensino médio.

Quando chegou a hora de fazer o vestibular eu nem quis tentar uma faculdade pública. Meu pai se ofereceu para pagar , o que me surpreendeu muito pois eu sabia do esforço que seria preciso da parte dele e da minha mãe.

Não sei se ele mesmo não estava acreditando muito na possibilidade de eu passar e ficou com medo de eu ficar perdendo tempo . Bom, o fato é que eu acabei aceitando .

Eu sempre escutava aquela história: “pagou, passou “.

De qualquer forma, isso nunca foi um problema para mim. Fiz o vestibular e comecei a estudar. Mas quando cheguei na faculdade, eu decidi que eu não poderia continuar com aqueles resultados sofríveis. Por algum milagre, eu comecei a pensar que se meu pai iria pagar , eu deveria fazer um curso que gostasse e realmente me dedicar. Acho que por isso logo no primeiro semestre eu decidi que iria mudar aquela realidade. 


Encurtando a história. Durante os quatro anos de faculdade eu não reprovei NENHUMA cadeira, sempre com notas muito acima da média e me formei com chave de ouro recebendo um 10 na minha monografia. (Palmas para mim). rsrsrs. 

Mas aconteceram DUAS coisas na faculdade que mudaram a minha vida pessoal e profissional. 

A primeira foi que eu conheci a Shay no primeiro semestre. No quarto semestre começamos a namorar. O combinado era: depois da formatura, casamos. 

Agora eu precisava de dinheiro. 

A segunda coisa foi que um dos meus professores um belo dia me deu o seguinte conselho: Aprenda a se Comunicar e você nunca vai ficar sem trabalho. 

A Habilidade Mais Importante de Todas e Que Quase Ninguém Domina de Verdade.
O nome desse professor era Rivaldo Antunes. Eu estava conversando com ele sobre as minhas metas. O problema é que como a maioria dos alunos de publicidade, eu dizia que queria ser um diretor de artes.

– Ele olhou pra mim e falou: ” Você é nível A? ”
– Eu falei: ” Acho que não, mas estou praticando. “


Foi quando ele me aconselhou:  ” Se você aprender a falar de forma que as pessoas te sigam, te respeitem e acreditem na sua mensagem, você será algo raro no mercado, você que vai escolher onde trabalhar “.

Ele estava me aconselhando trabalhar como atendimento em agências de publicidade. O atendimento, nas agência, é quem faz as vendas e atende os clientes. Eu ainda não conhecia as técnicas que conheço hoje mas arriscava a falar de vez em quando. Eu acabei não seguindo o conselho dele e me aventurei pelo mundo do web-design e por fim, nunca fiz carreira em agências.

Mas aquilo que ele me falou eu registrei. Foi quando em 2008, resolvi trabalhar nos palcos e pouco a pouco migrar de profissão. A realidade é que apesar de acreditar que seria simples, me expor a grupos grandes no início foi um fiasco. 

Eu passei literalmente semanas para me preparar para a primeira apresentação e no dia nada saiu como eu esperava. A sensação de frustração era inquietante.
Um novo show fora marcado e lá estava eu, tremendo, esquecendo meu texto , gaguejando e suando em bicas mais uma vez. 

Eu quase desisti . Cheguei a acreditar que falar para grandes públicos ou em reuniões com pessoas importantes não era para mim. 

Eu cheguei a pensar: Eu NUNCA vou conseguir falar com segurança. 

Foi quando eu comecei a tentar “modelar” outros oradores de SUCESSO. 
Comediantes, Palestrantes , Professores e o resultado começou a melhorar. No entanto eu ainda não tinha feedback sobre meu conteúdo e sentia que ainda não sabia o que estava fazendo.

Eu gravava minhas apresentações, o que geralmente é também o que aconselho meus alunos a fazerem. Não sei como isso é possível. Mas eu sentia vergonha alheia da minha própria apresentação.

Eu JAMAIS conseguiria imaginar que um dia eu iria transformar as minhas Palestras e Treinamentos em dinheiro. Seria inimaginável pensar que eu poderia impactar as pessoas de uma forma que mudasse a vida delas e, por conseguinte, fazê-las refletir diante das minhas palavras.

O que eu vou compartilhar com você foi a JORNADA que eu segui, quais as partes que eu me concentrei em estudar e principalmente quais os PROCESSOS que eu criei.

Preste muita atenção no que eu vou te falar agora: Todo mundo fala que a comunicação é a parte mais importante para um profissional. Muitos consultores de RH chegam a dizer que falar bem em público atualmente é mais importante até que falar inglês. 


Apesar disso, eu aprendi algo que mudou o jogo das minhas apresentações. Fazer Palestras ou se expor com facilidade não tem a ver com falar tecnicamente, mas com coragem de fazer olho no olho, com preparação e empatia com o público. 

O que é uma loucura é que a grande maioria das pessoas até fala bem para 2 ou 3 pessoas, mas quando se tem 5 pessoas a mais, ou um chefe numa reunião, as palavras somem, a tremedeira aparece e lá cresce a sua maior dificuldade. 

Algumas pessoas fazem pós graduação, falam outras línguas, se dedicam muito ao trabalho, batem metas e mesmo assim não são promovidas. Até que percebem que não sabem se comunicar e naturalmente se relacionar com segurança junto às pessoas do meio profissional.

E então vem a pergunta de mudança de nível de carreira: Qual a melhor maneira de FALAR EM PÚBLICO?

90% da APRESENTAÇÃO é criada ANTES de você FALAR a primeira palavra.


A PIOR coisa que você pode fazer é tentar participar de uma reunião importante ou entregar um conteúdo para outros colaboradores no seu negócio sem antes seguir alguns processos básicos.

É praticamente impossível conseguir fazer uma boa apresentação em público sem ANTES fazer isso que eu vou te explicar agora.

POR FAVOR, não fique se maltratando. Faça esses passos antes de fazer qualquer Palestra ou reunião importante e você terá 10x mais impacto e resultado.

Eu vejo o responsável por falar para grupos, seja ele um palestrante, Professor, Pastor, Médico, Coach, Executivo e qualquer outro profissional como um Músico ou um artista.

Pense agora na imagem de alguém famoso preparando um show, não importa qual o estilo. Imagine o cuidado que Madona , Michael Jackson, Bon Jovi, Bruce Dickson, Luan Santana, Anita ou até o nosso Thiaguinho, tem em preparar um show de sucesso. Um show que envolve vários elementos como luz, decoração, dança, efeitos visuais e estilo.
Não se trata apenas de cantar uma música.

A primeira coisa que um artista faz quando vai preparar o seu show é pensar no estilo do que ele está querendo criar e entregar. Qual a sensação que ele quer que o público tenha ao fim do seu show? 

Em outras palavras, você precisa saber qual o ESTILO da sua apresentação, treinamento ou venda. Preste muita atenção no que eu estou te explicando. Acredite, um mesmo conteúdo pode gerar emoções diferentes no público. Tudo depende de como você vai fazer. 

Eu não estou falando do OBJETIVO da Palestra. Se você quer motivar, vender ou persuadir. Estou falando do ESTILO.

Outra coisa que você precisa responder é: Qual o NÍVEL de reconhecimento do público sobre a sua pessoa? Você representa autoridade sobre aquelas pessoas? 


Se você não representa autoridade, ou se as pessoas não esperam pela sua apresentação, você precisará construir essa autoridade aos poucos, no início da sua apresentação e durante ela.
Existem técnicas para fazer isso de forma natural e não é pedindo para alguém ler seu currículo antes de entrar. 

Como um diretor que desenha a narrativa de um filme, o Palestrante precisa pensar na SEQUÊNCIA das informações. 

As pessoas se preocupam MUITO com as palavras quando o que realmente importa são as GRANDES EMOÇÕES que a sua Palestra irá apresentar, E ALÉM DISSO, qual a conclusão final da informação.

Fazer uma Palestra de Vendas por exemplo com o seguinte título: Vendas e Felicidade. Como alinhar? Tudo o que eu escrevo e preparo para falar tem sim uma sequência pensada em etapas diferentes mas no fim todas as informações e argumentações são puramente REFORÇOS para O TÍTULO DA APRESENTAÇÃO. 


“Olá , é um prazer estar aqui hoje com vocês. Fui convidado para participar desse evento com pessoas tão incríveis e por isso eu trouxe um tema para gente conversar e pensarmos juntos… 
Não estou aqui para ensinar a vocês, pois provavelmente alguns vocês sabem mais que eu, mas estou aqui para compartilhar como eu tenho tido ( tais resultados espetaculares ) e aí vocês podem filtrar e ver se alguma informação será útil.” 

Iniciando sua apresentação dessa forma, você está criando um meio de ser aceito pelo público antes mesmo de lhe conhecerem e isso é metade do caminho. Se o público tiver 10% de aversão a sua pessoa logo no início da sua fala, será difícil recuperar. 

Seja Simpático e não arrogante
Explique por que você está ali e o que veio entregar.

O TEMPO todo eu sigo um padrão de linguagem que faz um alinhamento com o tema da apresentação. Conforme vou evoluindo no conteúdo, vou entregando informações que criam autoridade, mas que também gerem valor para o público. 


Exemplo:
” Há 7 anos dou aula na escola de comunicação mais premiada do mundo” 
( isso é verdade, mas pode soar arrogante), e na sequência brinco: ” não sei o que estou fazendo lá, mas o fato é que estou lá… “

Isso me faz ganhar autoridade de forma simpática.
Logo em seguida venho com as informações. 

” E certa vez um aluno meu me perguntou …” ( e aqui você usa como gancho para entregar o conteúdo de valor ) .

Dá para perceber ? 

Se você ler todas as minhas Cartas , vai ver que até mesmo quando escrevo eu faço isso. Se assistir meus stories no instagram, muitas vezes eu também faço isso. 

Funciona tanto que até mesmo eu que conheço o processo, muitas vezes formo autoridade sobre outras pessoas quando elas conseguem entregar a informação no momento certo.

Simplesmente porque é difícil para a nossa mente ignorar expressões e acontecimentos que outras pessoas não vivenciaram ou gostariam de vivenciar. 


O grande problema é que o ser humano se identifica mais com a dor e a luta do próximo do que com o sucesso. Por isso sempre que for construir autoridade pense nisso. Não precisa diminuir a importância da sua conquista mas demonstre que o valor está na conquista e não em você. O valor está na sua luta para chegar lá, e não em estar lá. Compreende ? 

Em uma Palestra você precisa ter vários momentos de construção de autoridade sem perder a atenção do Público. Construa autoridade de um produto que está vendendo e ainda dê a sensação de entretenimento a esse interlocutor. 
 
Existem “n” métodos para manter seu público entretido e realizar uma boa apresentação, seja para um grupo
de 10 ou de 1000 pessoas. 

Não sei ao fundo sobre os motivos pelo qual você quer falar bem mas eu sei que falar bem muda a vida.
Muda nossos resultados e muitas vezes, 15 minutos numa semana dedicados a esse aprendizado podem fazer milagres. 

Imagine se você dedicar 60 minutos ou mais? 

Eu escrevi uma outra carta onde eu ensino o passo a passo para você 
mudar a forma na qual você se comunica.

Então, todo esse conteúdo …

… poderia estar em um livro. Por isso espero realmente que você aproveite e coloque em prática. Se você quer assistir uma aula de 16 minutos comigo 100% gratuita, clica no botão abaixo para acessar a página onde está aula. Um abraço e conte comigo ! http://www.expressionmais.com


Related Posts

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Add Comment *

Name *

Email *

Website *